Crônicas

– Rádio Globo e eu

No primeiro dia de julho de 1984, assinaram minha carteira de trabalho na Rádio Globo como produtor-executivo, registro profissional que

– Professor NÃO é inimigo

Alguns alunos tiravam nota baixa porque eram perseguidos pelo professor.  Por algum motivo, o professor não gostava do aluno e

– Mortes sem solução

Jack, o estripador, foi um serial killer que agiu em Londres no final do século 19 cuja identidade nunca foi

– Apesar de vocês

Zé Rodrix escreveu: “Está todo mundo triste como se fosse quarta-feira de cinzas de um carnaval antigo”.  Assim eram as

– É hoje só.

     Noel Carlos, comediante que fazia sucesso na tevê personificando um bêbado cujo apelido era “Pudim de Cachaça”, cantava

– Fiscais da negritude

  Os protestos contra a escolha de Seu Jorge para interpretar Marighella partiram dos que têm antipatia pelo guerrilheiro.  Com

– Sobre a sexualidade do futuro

Houve um tempo quando cientistas não conheciam a cura da tuberculose ou desconheciam uma vacina capaz de prevenir a paralisia

– A língua portuguesa

  Em Lisboa, o táxi me levava para a Expo, região onde se realizou a Exposição Mundial de 98 e

– A premonição na música brasileira

    Almir Ribeiro morreu aos 22 anos em 1958 depois de gravar seis discos em 78 rotações (aqueles com